Tecnologias Inclusivas e Inovação Social
  • Colóquio Internacional de Educação Especial e Inclusão Escolar

    Publicado em 16/06/2019 às 21:56

    http://cintedes2019.galoa.com.br/

    Data: 25/06

    Horário: 10:00

    Abertura da Secretaria e Credenciamento

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 14:00 às 16:00

    Minicursos

    Horário: 16:15

    Solenidade de Abertura

    Show LivreMente – dueto A Corda em Si  

    Ficha técnica:

    •  Mateus Costa – Contrabaixista, compositor e arranjador
    • Fernanda Rosa – Cantora, compositora e percussionista
    • Lieza Neves – Audiodescritora
    • Francis Pedemonte – Sonorizador
    • Carlos Silva – Produtor executivo

    Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

    O show LivreMente acontece na total escuridão, com o público vidente  vendado. Por conta da permanência no escuro, não indicamos a presença de crianças abaixo dos 12 anos de idade, já que não são todos os que se relacionam bem com essa condição. A exceção se aplica, obviamente, com os cegos, ou com grupos de crianças videntes que passaram por um consistente trabalho de conscientização anterior ao espetáculo.

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 17:30 às 18:30

    Conferência de Abertura:

    Educação Inclusiva na perspectiva Sul/Global: uma crítica histórico-cultural

    Prof. Dr. Alfredo Artiles – Arizona State University – USA

    Coordenação: Profa. Dra. Geovana Mendonça Lunardi Mendes – UDESC

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 18:30 às 19:30

    Lançamento de Livros

    Autor: Profª. Drª. Anna Augusta Sampaio de Oliveira

    Instituição: UNESP/Marília

    Título: Conhecimento Escolar e Deficiência Intelectual: Dados da Realidade

    Editora: CRV

     


    Autores: Org. Anna Augusta Sampaio de Oliveira; Kátia de Moura Graça Paixão; Angelo Antônio Puzipe Papim.

    Título: Educação Especial e Inclusiva: contornos contemporâneos em educação e saúde

    Editora: CRV

     


    Autores: Org. Anna Augusta Sampaio de Oliveira; Kátia de Abreu Fonseca; Marcia Regina dos Reis.

    Título: Formação de Professores e Práticas Educacionais Inclusivas

    Editora: CRV

     

     


    Autores: Org. Enicéia Gonçalves Mendes; Maria Amelia Almeida; Lídia Maria Marson Postalli.

    Instituição: UFSCar/SP

    Título: Práticas Pedagógicas Inclusivas em Contextos Escolares

    Editora: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial – ABPEE

     


    Autores: Org. Enicéia Gonçalves Mendes; Maria Amelia Almeida; Gerusa Ferreira Lourenço .

    Instituição: UFSCar/SP

    Título: Aparando Arestas: das Políticas às Práticas de Inclusão Escolar

    Editora: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial – ABPEE

     


    Autores: Org. Enicéia Gonçalves Mendes; Maria Amelia Almeida; Leonardo Santos Amâncio Cabral.

    Instituição: UFSCar/SP

    Título: Perspectivas Internacionais da Educação Especial e Educação Inclusiva

    Editora: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial – ABPEE

     


    Autor: Neiva de Aquino Albres

    Instituição: UFSC

    Título: Afetividade e subjetividade na interpretação educacional

    Editora: AYVU

     


    Autores: Org. Cleusa Inês Ziesmann; Gládis Perlin; Shirley Vilhalva; Sonize Lepke.

    Instituição: UFFS

    Título: Família sem Libras: até quando?

    Editora: Editora Caxias

     


    Autores: Org. Cleusa Inês Ziesmann; Jeize de Fátima Batista; Sonize Lepke.

    Instituição: UFES

    Título: Formação Humana, Práticas pedagógicas e Educação Inclusiva.

    Editora: Pontes Editora

     


    Autores: Cleusa Inês Ziesmann; Sonize Lepke.

    Instituição: UFES

    Título: Reflexões, experiências e estudos da Libras: na perspectiva da educação

     


     

    Autores: Fabiany de Cássia Tavares Silva; Constantina Xavier Filha.

    Instituição: UFMS

    Título: Conhecimentos em disputa na Base Nacional Comum Curricular

    Editora: Editora Oeste


    Autores: Org. Anelice Ribetto

    Instituição: UERJ

    Título: Professores formados na FFP/UERJ e inclusão entre políticas, práticas e poéticas

    Editora: EDUERJ e ScieloBooks

     


    Autores:  José Augusto Pacheco, Deise Aparecida Peralta, Juares da Silva Thiesen, Rosemari Scalabrin

    Título: Currículo como pauta contemporânea, formação, avaliação e internacionalização

    Editora: Editora In Line

     


    Autores:  Patricia Jantsch Fiuza e Robson Rodrigues Lemos

    Título: INOVAÇÃO EM EDUCAÇÃO: PERSPECTIVAS DO USO DAS TECNOLOGIAS INTERATIVAS

    Editora: Paco Editorial

     


    Data: 26/06

    Horário: 08:00 às 10:00

    Minicursos

    Horário: 10:00 às 13:00

    Comunicações Orais e Relato de Experiência

    Horário: 14 às 16:30

    Mesa Redonda:

    Políticas de Inclusão Escolar na América Latina: avanços e retrocessos

    Patricia Ames – Universidade Católica do Peru/Peru

    Enicéia Gonçalves Mendes – UFSCAR

    Fernanda Saforcada – UBA/Argentina

    Debatedor Gustavo Fischmann – Arizona State University

    Coordenação: Fabiany de Cássia Tavares Silva – UFMS

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 16:30 às 18:00

    Mesas Redondas:

    Políticas de Atenção à Diversidade na Educação: desafios curriculares

    Juarez Thiesen – PPGE/UFSC

    Soraya Conde – PPGE/UFSC

    Leonardo Cabral – UFSCAR

    Coordenação: Amélia Mesquita – UFPA

    Local: Auditório Goiabeira

    Diversidade, inclusão e Direitos Humanos: desafios para a Educação Básica

    Mônica de Carvalho Magalhães Kassar – UFMS

    Jonas Alves – UFRRJ

    Washington Nozu – UFGD

    Gabriela Rizzo – UFRRJ

    Coordenação: Sandra Salles – UFRRJ

    Local: Auditório Pitangueira

    BNCC e as políticas de inclusão na Educação Básica no Brasil

    Fabiany de Cassia Tavares Silva – UFMS

    Elisabeth Fernandes de Macedo – UERJ

    Genylton Rocha – UFPA

    Kamilla Lockmann – FURG

    Coordenação: Ana Paula Nunes Chaves – Open/UDESC

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 18:30 – 19:15

    Palestra Internacional

    Da Educação Especial para a Educação Inclusiva: a evolução cultural na Itália

    Francesco Zambotti Edizioni – Centro Studi Erickson SpA – Itália

    Coordenação: Giovani M. Lunardi – UFSC- Campus Araranguá

    Tradução: Maria De Piere Guarezi

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 19:30

    Festa de Confraternização (participação por adesão)

    Data: 27/06

    Horário: 08:00 – 13:00

    Comunicações Orais e Relato de Experiência

    Horário: 14:00 – 15:00

    Conferência Internacional:

    Invariante cultural, senso comum e inovação pedagógica: uma mistura improvável

    Carlos Fino – Universidade da Madeira

    Coordenação: Regina Célia Linhares Hostins – UNIVALI

    Local: Auditório Garapuvu


    Horário: 15:00 às 17:00

    Mesas Redondas

     Inclusão, Práticas Pedagógicas e tecnologias na Educação Básica

    Juarez Bento da Silva – REXLAB –  Araranguá/S.C

    Marcelo Bairral – UFRRJ

    Roseli Zen Cerny – PPGE/UFSC

    Vera  Lúcia Messias Fialho Campenelli – Unesp – Bauru

    Coordenação: Martha Kaschny Borges – UDESC

    Local: Auditório Garapuvu

     Gênero, Migrações e Direitos Humanos: desafios para a Educação Básica

    Glaucia Oliveira Assis – PPGPLAN/UDESC

    Milena Petters – FURB

    Rodrigo Mioto dos Santos – UNIVALI

    Coordenação: Flávia Faisssal – UERJ

    Local: Auditório Goiabeira

    Tecnologia, Desenho Universal e inovação pedagógica na Educação Básica: Caminhos para a Inclusão?

    Geisa Book – UDESC

    Adriana Gomes – Univali

    Patrícia Fiuza – Labmídia/UFSC – Campus Araranguá/S.C

    Coordenação:  Alaim Souza Neto – UFSC/Blumenau

    Local: Auditório Pitangueira


    Horário: 17:00 – 18:00

    Conferência Internacional de encerramento:

    O desenvolvimento de propostas inclusivas em contextos marginalizados

    Prof. Dr. Michael Urban – Goethe Universität/Alemanha

    Coordenação: Marcia Denise Pletsch

    Tradução: Lutz Michaelis

    Local: Auditório Garapuvu


    Carga horária total do evento: 25 horas

     


  • FESTIVAL GLOBAL DE INOVAÇÃO SOCIAL

    Publicado em 14/04/2019 às 0:15

    https://www.eventbrite.com.br/e/festival-global-de-inovacao-social-tickets-55337485910

    https://img.evbuc.com/https%3A%2F%2Fcdn.evbuc.com%2Fimages%2F57073241%2F203617072627%2F1%2Foriginal.20190219-193556?w=800&auto=compress&rect=0%2C67%2C1948%2C974&s=1c5557830c98b7cc77a8bca36b211b6f

    SOBRE O FESTIVAL GLOBAL DE INOVAÇÃO SOCIAL: Primeiro festival de aprendizado internacional focado em Inovação Social lançado pelo Impact Hub. Será um dia inteiro de evento com palestrantes internacionais e nacionais, diversos workshops, rodas de conversas e painéis. Esse também é um momento de trocas entre a comunidade global e a local do Impact Hub. Além ter um conteúdo significativo para os participantes, o evento terá intervenções culturais durante todo o dia, valorizando a diversidade da cultura brasileira. E por fim, finalizaremos o dia com um show musical.

    Speakers Confirmados:

    • Téo Benjamin: criador da Bando, co-criador das maiores campanhas de crowdfunding do Brasil.
    • Christel Scholten: com o compromisso da sustentabilidade, facilita processos de mudança sistêmica de larga escala.
    • Aser Cortines: ex vice-presidente da Caixa, diretor e facilitador de programas da Amana-Key e UEXP.
    • Raull Satiago: Ativista social e midiativista no Coletivo Papo Reto – composto por jovens do Complexo d Alemão e da Penha.
    • Jout Jout: vlogueira, escritora e jornalista brasileira.
    • Tomás de Lara: empreendedor Social, colíder do Sistema B, co-fundador do Colaboramerica e da Goma, pesquisador, tecelão de redes e ativista na transição para novas economias.

    O evento é para:

    Pessoas interessadas em impacto social

    >> Pessoas que querem aprender mais sobre o tema, desenvolver suas habilidades e escalar seu impacto, fazer conexões com outras pessoas com interesses semelhantes.

    Makers e Membros do Impact Hub Floripa

    >> Você pode esperar conhecer Makers do mundo todo e encontrar membros do Hub Floripa a todo tempo 🙂

    Empreendedores

    >> Empreendedores que já empreenderam com Impacto Social e querem aprender mais sobre ou ainda quem tem interesse a começar a empreender com impacto.

    Empresas e Fundações

    >> Organização que já trabalham neste setor e buscam se desenvolver e se conectar.

    Qual o valor da doação:

    O valor sugerido é de R$ 185,00, mas você pode doar entre R$ 1,00 até quanto você puder/quiser, o importante é você participar.

    Somos a favor da inclusão e o que vale mesmo é ter você com a gente nesse Festival. Então, fique à vontade para doar o valor que for melhor para você.

    Doando o valor sugerido (R$ 185,00) ou mais, você vai ganhar uma camiseta linda e exclusiva do Impact Hub no dia do evento!

    Localização: Impact Hub Floripa, Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia – Rod. José Carlos Daux, 4150 – Saco Grande, Florianópolis – SC, 88032-005.

    Data: 14 de abril de 2019.

    Horário: 10h às 21h

    Observação:

    Lembramos que é importante chegar cedo no local do evento, as portas estarão abertas para cadastramento a partir das 8h no dia 14/04.

    O evento iniciará às 10h, a capacidade do Lounge e Arquibancada, onde ocorrerão os paineis, tem capacidade limitada, por isso é muito importante que você esteja com a gente pontualmente 🙂

     


  • TECNOx 4.0 Ética, direitos humanos e tecnologias livres

    Publicado em 12/03/2019 às 14:11

    https://registro.tecnox.org/

    TECNOx 4.0

    Painelistas confirmados

    • Ignacio Maglio (Argentina)
    • Maíra Baumgarten (Brasil)
    • Giovani Mendonça Lunardi (Brasil)
    • Silvia Lago Matínez (Argentina)
      • Cecília Burtet (Brasil)
      • Marcello Marafigo Arpino (Brasil)
      • Nelson Pretto (Brasil)
      • María Soledad Ramírez Montoya (México)
      • Tel Amiel (Brasil)
      • Katemari Rosa (Brasil)
      • Alan Alves Brito (Brasil)
      • Fernando Machado e Thayse Onofrio (Brasil)

      Mais detalhes na página dos painéis. Confira também a programação completa do evento.


  • Inscrições abertas: Congresso Internacional de Educação Especial e Inclusão Escolar

    Publicado em 31/01/2019 às 22:33

    http://cintedes2019.galoa.com.br/

     


  • Tecnologias em Saúde – HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ E MINISTÉRIO DA SAÚDE ABREM EDITAL PARA APOIO A ESTUDOS EM AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EM SAÚDE

    Publicado em 04/10/2018 às 15:20

    Ao todo serão destinados recursos da ordem de R$ 1 milhão para os trabalhos selecionados. Propostas podem ser submetidas até o dia 21 de outubro

    O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em conjunto com o Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (DECIT/SCTIE/MS), no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), abriu edital para apoiar estudos em Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). Ao todo serão destinados recursos da ordem de R$ 1 milhão para apoiar os trabalhos selecionados.

    A iniciativa tem como objetivo promover o desenvolvimento de pesquisas que contribuam para o fortalecimento da gestão do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Podem participar do edital pesquisadores vinculados às instituições de ensino e/ou pesquisa, universidades públicas e privadas, institutos de pesquisas (públicos ou privados), hospitais, além de membros da Rede Brasileira de Avaliações de Tecnologias em Saúde (REBRATS), que tenham linhas de pesquisa e/ou exerçam atividades no campo da ATS.

    As propostas deverão ser submetidas, em pdf, até o dia 21 de outubro de 2018 para o e-mail rebrats@saude.gov.br com cópia parachamadapublica.proadi@haoc.com.br. Para mais informações sobre os critérios de participação e de seleção, consulte aqui o edital.

    Mais informações: escreva para rebrats@saude.gov.br

    Departamento de Ciência e Tecnologia – DECIT

    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos – SCTIE

    Ministério da Saúde

    Esplanada dos Ministérios, bloco G, sobreloja, CEP 70058-900, Brasília – DF


  • 17ª Sepex conta com atividades de coletivos de intervenção social

    Publicado em 04/10/2018 às 15:16

    A 17ª  Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC (Sepex), que ocorre de 18 a 20 de outubro de 2018, contará com atividades de coletivos de intervenção social. Para participar do I Seminário de Utopias em Ação no Sul (Sultopias) é necessária inscrição prévia. Confira, abaixo, mais informações sobre esse evento e sobre a atividade Floripa, Cidade Utópica.

    Sultopias

    O I Seminário de Utopias em Ação no Sul (Sultopias) reunirá ativistas e intelectuais de diversas áreas para discutir, compartilhar e fortalecer as utopias a que nos dedicamos. O evento acolherá experiências de práticas utópicas e análises intelectuais do conceito, conformando um espaço de conversa e criação dedicado a catalisar as transformações social e epistemológica hoje em curso.

    Afastando-se da cisão disciplinar, a perspectiva do evento acolherá uma mistura de sociologia, antropologia, psicologia, filosofia, artes, política, magia, militância, experiências não-acadêmicas, práticas utópicas – entendidas como a diversidade de coletivos, comunidades, redes, iniciativas que demonstram a possibilidade de distintos modos de existência. Consteladas, as múltiplas abordagens terão parte na construção do presente utópico, que é criado conforme o testemunhamos.

    A iniciativa do Sultopias é do Laboratório da Utopia (Luta), projeto de pesquisa e extensão vinculado ao Laboratório de Sociologia do Trabalho (Lastro), do departamento de Sociologia Política e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O Luta identifica, sistematiza e dissemina experiências utópicas – que escapam ao modelo dominante e criam outros modos de vida – e, como indispensável complemento, está atento à iminência de novas formas de conhecer, novos jeitos de pensar o pensamento e excedê-lo.

    O seminário é gratuito e aberto à comunidade. A obtenção de certificados de participação, contudo, depende de inscrição prévia (e da frequência a pelo menos dois terços das atividades). Há vagas para 150 participantes com direito a certificado.

    Floripa, Cidade Utópica

    Um encontro das iniciativas que se dedicam a reinventar o mundo e a tornar Florianópolis um lugar melhor de se viver. Em sua segunda edição, “Floripa, Cidade Utópica” reunirá dezenas de coletivos, movimentos sociais e pessoas que trabalham para melhorar a cidade e a vida das pessoas que moram nela, oferecendo alternativas às formas de se locomover, produzir, conviver, alimentar, entreter, aprender, comprar, descartar, usar o espaço urbano, informar, organizar, relacionar-se.

    A cidade tem inúmeras organizações com tais objetivos, nem sempre conhecidas pela maior parte da população. O evento será um espaço de conexão dos coletivos uns com os outros e com habitantes de Florianópolis, para ampliar o alcance das iniciativas e proporcionar uma frutífera troca de experiências. Além da mostra, teremos uma programação com discussões, música e teatro, além de banquinhas com comidas e atividades culturais.

    A iniciativa do Floripa, Cidade Utópica também pertence ao Laboratório da Utopia (Luta), projeto de pesquisa e extensão vinculado ao Laboratório de Sociologia do Trabalho (Lastro), do departamento de Sociologia Política e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

    Para este evento não é necessária inscrição prévia.

    Mais informações no link.

    A programação completa da Sepex está disponível no site http://sepex.ufsc.br/.


  • BRAZIL LAB – INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO

    Publicado em 01/10/2018 às 15:43

    https://brazillab.org.br/home

    O BrazilLAB é o único hub de inovação que acelera soluções e conecta empreendedores com o poder público.

     


  • Simpósio Internacional debate 70 anos da Declaração dos Direitos Humanos e seus impactos na América do Sul

    Publicado em 04/09/2018 às 19:06

    A 8ª edição do Simpósio Internacional sobre a Justiça e  Humboldt-Kolleg tem como tema “70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: uma apreciação crítica para a América do Sul”. O evento ocorre entre os dias 10 e 14 de setembro na UFSC e conta com participação de mais de 70 pesquisadores brasileiros e estrangeiros em conferências e comunicações nos auditórios do Espaço Físico Integrado (EFI) e Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), além do anfiteatro do EFI. Para participar, os interessados devem acesso a página do evento até 11 de setembro. A inscrição é gratuita e dá direito a certificado de participação.

    O Simpósio é organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), o  Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH São Paulo) e o Grupo de Trabalho Teorias da Justiça, vinculado à Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (ANPOF).

    Mais informações

    Páginas do evento:http://symposiumonjustice.wordpress.com/; e http://2018humboldtkolleg.wordpress.com/
    Evento no  Facebook: https://www.facebook.com/events/457822861403857.

    Simpósio Internacional debate 70 anos da Declaração dos Direitos Humanos e seus impactos na América do Sul


  • Edital CNPq 2018 – Tecnologia Social

    Publicado em 03/09/2018 às 20:35

    http://cnpq.br/web/guest/chamadas-publicas?p_p_id=resultadosportlet_WAR_resultadoscnpqportlet_INSTANCE_0ZaM&filtro=abertas&detalha=chamadaDivulgada&desc=chamadas&idDivulgacao=8522

     

    CHAMADA CNPq/MCTIC/MDS nº. 36/2018 – TECNOLOGIA SOCIAL

    Para fins desta Chamada, Tecnologia Social é entendida como “produtos, técnicas e/ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social” (RTS). A Reaplicação pode ser entendida como 2 adequação sóciotécnica do produto tecnológico, incluindo o entorno sócio-cultural e econômico da sociedade. 2.3.2 Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) fazem parte de um Protocolo Internacional da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) no qual o Brasil assumiu o compromisso de implementar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A Agenda 2030 representa uma ferramenta orientadora para planejamento de ações e políticas públicas perenes, capazes de levar o Brasil ao efetivo alcance do desenvolvimento sustentável, em busca do equilíbrio entre a prosperidade humana com a proteção do planeta, tendo como principais objetivos: i) acabar com a pobreza e a fome; ii) lutar contra as desigualdades com a promoção da prosperidade e bem-estar para todos; e iii) proteger o ambiente e combater mudanças climáticas (para saber mais sobre os ODS, suas metas e a Agenda 2030, ver https://nacoesunidas.org/pos2015).

    A Estratégia Nacional de Ciência e Tecnologia – ENCTI 2016-2022 contém a orientação estratégica de médio prazo para a implementação de políticas públicas na área de CT&I, bem como pode servir de subsídio à formulação de outras políticas de interesse. Reconhece que o Brasil possui deficiências socioeconômicas históricas a serem superadas, especialmente no que diz respeito às desigualdades sociais e assimetrias regionais, incluindo acesso à ciência, tecnologia e inovação. Define doze temas estratégicos em CT&I, um dos quais é Ciência e Tecnologias Sociais, que tem como objetivo “desenvolver e difundir conhecimentos e soluções criativas para a inclusão produtiva e social, a melhoria da qualidade de vida e o exercício da cidadania” (para saber mais sobre a ENCTI, ver www.mctic.gov.br). 2.3.4 O Plano Progredir, instituído pelo Decreto nº 9.160, de 26 de setembro de 2017, constitui um conjunto articulado de ações de inclusão produtiva para pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Tem como objetivos: a) estimular e ampliar o acesso de pessoas incluídas no Cadastro Único ao mundo do trabalho e propiciar melhores condições de emprego e renda; b) articular e coordenar a oferta de serviços para inclusão produtiva, de forma a aproximar os trabalhadores e os empreendedores de baixa renda e o mundo do trabalho, por meio de ações de intermediação de mão de obra, qualificação profissional e empreendedorismo; c) incentivar ações municipais e estaduais de inclusão produtiva; e d) incentivar ações de órgãos e entidades públicas e de instituições privadas que promovam a inclusão do público-alvo do Plano Progredir no mundo do trabalho (para saber mais sobre o Plano Progredir, ver www.mds.gov.br/progredir). 2.3.5 A erradicação da pobreza extrema e da fome e a redução das desigualdades sociais são desafios brasileiros importantes, que devem ser objetos de políticas públicas que articulem CT&I visando à inclusão produtiva e social, sendo que novas tecnologias e sua disseminação contribuem significativamente para a inclusão social e produtiva e para a redução das desigualdades de oportunidade e de inserção ocupacional.

    Os projetos deverão estar caracterizados como de desenvolvimento, reaplicação, aperfeiçoamento e avaliação de Tecnologia Social que promovam geração de renda, inclusão no mundo do trabalho e autonomia econômica das famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e deverão estar relacionados a um ou mais de um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), descritos a seguir:

    1.Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares; 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável; 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades; 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas; 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e o saneamento para todos; 7. Assegurar a todos o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia; 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo; 9. Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação; 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles; 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis; 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis; 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e os seus impactos; 14. Conservar e usar sustentavelmente os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável; 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade; 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis; 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável e trabalho decente para todos.


  • Lab Habitação: Inovação e Moradia

    Publicado em 03/09/2018 às 20:29

    As inscrições ficam abertas até 24 de setembro
    Estão abertas as inscrições para o Lab Habitação: Inovação e Moradia,
    realizado pela Artemisia em parceria com a Gerdau, com apoio do Instituto
    Vedacit, Grupo Tigre e Eternit. O edital tem o objetivo de potencializar
    negócios de impacto social com soluções inovadoras no setor de habitação.
    Podem participar empreendedores de todo o Brasil. Serão selecionados até 15
    startups para uma jornada de 6 semanas, que conta com workshops presenciais e
    webinares com foco no aprimoramento do modelo de negócio e impacto social das
    soluções.
    As inscrições devem ser realizadas online.
    Mais informação em https://artemisia.org.br/

    Home